Como montar um time perfeito no Cartola FC

Confira nossas dicas para alcançar uma escalação vencedora e mitar nas rodadas do Cartola FC


Confira nossas dicas para alcançar uma escalação vencedora e mitar nas rodadas do Cartola FC

Ninguém fecha uma escalação no Cartola FC sem buscar uma boa pontuação. Toda vez que você se senta à frente do computador para montar o seu time, sempre está com o pensamento em fazer as melhores escolhas. A rivalidade dentro das ligas é um fator que exacerba a competitividade e nos faz gastar horas à procura da formação perfeita para nossos times.

O Cartola FC é um jogo que exige uma boa dose de sorte, mas este não é o fator predominante para vencer. Saber escalar é o segredo para se destacar, e tentaremos aqui expor em que aspectos você deve se basear para escalar um grande time.

É válido lembrar que pontuar bem numa determinada rodada não significa pontuar alto, mas sim pontuar melhor que seus concorrentes diretos. Sempre teremos rodadas de alta e de baixa pontuação, é inevitável e faz parte do jogo. Fazer 100 pontos é ótimo, mas fazer 50 pontos em uma rodada onde a maioria ficou na média de 40 pontos, também pode ser considerado vantagem.

Os pontos que vamos destacar e as dicas que oferecemos são baseadas em observação ao longo das temporadas. Não é uma fórmula mágica, pois isso não existe quando o assunto é futebol. São procedimentos importantes e necessários para aqueles que querem formar bons times sem depender apenas da sorte.

Começaremos falando de três pontos importantes, essenciais à qualquer processo de formação de time, que se encaixam numa fase pré escalação, antes mesmo da escolha de nomes propriamente dita. São eles a visão geral da rodada, a questão do patrimônio disponível, e a visualização do grupo de jogadores com potencial para adentrar no seu time.

Visão geral da rodada

O primeiro passo antes de escolher seus jogadores é fazer uma análise geral dos jogos da rodada. Estabelecer favoritismos nos confrontos de acordo com o momento de cada equipe, de acordo com o fator campo, e de olho em prováveis desfalques. A base da sua escalação deve ser formada pelos melhores jogadores dos times que apresentam as maiores chances de vencer numa determinada rodada.

Patrimônio apertado

O início da temporada é a fase mais complicada, pois o orçamento apertado não nos permite formar grandes escalações. Nas primeiras rodadas, sempre precisamos deixar de fora alguns nomes que gostaríamos de escalar, e ficamos naquele dilema de escolhas. O mesmo acontece em rodadas onde a maioria dos jogadores favoritos possuem um alto custo. É um problema que nos livramos geralmente quando ultrapassamos a casa das 150 ou 160 cartoletas, mas esse é um número estimado que varia de ano pra ano, de acordo com as opções do mercado.
Devemos ter em mente que o importante é sempre manter uma média de patrimônio compatível com a fase do jogo. Dessa forma, não é problema não ter muitas cartoletas nas primeiras rodadas, pois esta é uma situação comum a todos. O real problema é você ficar com menos cartoletas que a maioria dos seus concorrentes à medida que o jogo avança, pois isso vai engessar o seu processo de escalação.

Escolha de nomes

Quantas vezes você se deparou com uma ampla gama de opções para uma determinada posição, e passou horas na dúvida sobre qual jogador escalar e qual deixar de fora? É uma situação comum e de risco, pois aquele jogador preterido pode ser o nome da rodada. Nessa hora vale um pouco de sorte, inevitavelmente, mas precisamos fazer a nossa parte.
Para essa situação, sugerimos que você estabeleça um ranking de importância entre todos os jogadores que você considera terem potencial para fazer um bom papel na rodada. Essa classificação deve ser feita baseando-se nos confrontos, na média de pontos de cada atleta, na regularidade do jogador e logicamente no seu feeling. Um item muito importante, que deve ser levado em conta na hora da comparação, é a sequência recente de pontos de cada jogador. Muitas vezes você está pensando em escalar um jogador que tem uma boa média de pontos, mas que não fez boas pontuações nas últimas duas ou três rodadas. Lembre-se, futebol é fase, é momento!

Colocadas as situações que precedem as suas escolhas, vamos falar agora de questões específicas para cada posição do seu time, do goleiro ao técnico. Devemos antes ressaltar um ponto importante: você deve escolher jogadores pensando nos critérios do Cartola, ou seja, jogadores que costumam se sair bem nos quesitos que dão pontos. Afinal, passe certo não vale nada, desarme não é roubada de bola, drible é apenas firula, e por aí vai...

Goleiro

Esse é um setor chave. Muitas vezes, o goleiro pode ser o diferencial de uma escalação, pois é uma posição que costuma apresentar grandes discrepâncias de pontuação dentro de uma única rodada. Muitos preferem escalar um goleiro pela possibilidade do mesmo não sofrer gol em um confronto, na maioria das vezes atuando em casa como mandante. Porém, a observação nos mostra que as maiores pontuações são obtidas através da realização de defesas difíceis, e não pela manutenção do saldo de gol. E isso costuma acontecer com mais frequência em jogos onde os goleiros atuam fora de casa, pois é nessa situação que costumam ser mais exigidos.
Uma combinação que costuma dar certo é escalar o goleiro de um time grande, que esteja em boa fase, quando enfrenta um time de menor expressão no campo adversário. É mais difícil este time grande e em boa fase levar muitos gols, muitas vezes nem leva. E o time de menor expressão, jogando em casa, costuma ser mais abusado e buscar o gol, muitas vezes de forma destrambelhada.

Então é errado escolher o goleiro apenas pensando na possibilidade de não sofrer gol? Não podemos afirmar isso, pois o critério de escolha deve ser definido de acordo com as possibilidades de cada rodada, e em alguns casos, pensar em não sofrer gol pode ser a melhor estratégia. O ideal é juntar saldo de gol com defesas difíceis, mas normalmente, os melhores goleiros da rodada costumam se destacar no segundo quesito.

Zagueiro

Diga adeus aos beques de fazenda, pois o que vale é aqui é roubada de bola. Os melhores zagueiros costumam ser aqueles que pontuam alto neste quesito, que é diferente de desarme. Logicamente, o ideal é escolher um zagueiro que seja especialista em roubada de bola, e que também tenha boas possibilidades de não sofrer gol na rodada. Os tombos sofridos nos ensinam que escolher um zagueiro apenas de olho no saldo de gol é muito arriscado, mas não deixa de ser alternativa.

Fique ligado também nos zagueiros artilheiros, pois muitos jogadores de defesa costumam participar das principais jogadas aéreas de ataque de seus times. Se você não tem boas opções de zagueiros ladrões de bola numa determinada rodada, uma boa pedida é escolher um zagueirão artilheiro que jogue em casa contra um time mais fraco, pois pode se aventurar no ataque e ainda não sofrer gol.

Lateral

Nesta posição costumam se destacar os jogadores que atuam verdadeiramente como alas, pois agregam a possibilidade de pontuar através da participação em jogadas de ataque. Este setor oferece boa possibilidade de pontuação em três quesitos: saldo de gol, roubada de bola e assistência. O lateral ideal é aquele que costuma se destacar nos dois últimos, ainda mais quando joga em casa com ampla possibilidade de não sofrer gol. Todos os anos, temos pelo menos um ou dois nomes mais versáteis e que se destacam com boa média de pontos.
Da mesma forma que a posição de zagueiro, também é arriscado escolher um lateral apenas pela possibilidade de não sofrer gol. Prefira os ladrões e garçons.

Meia

Aqui devemos separar as coisas, pois temos duas opções de escolha. Existem os volantes, jogadores de marcação que costumam se destacar através de roubadas de bola, e existem os meias ofensivos, que pontuam através de assistências e/ou gols. Neste setor, mais do que qualquer outro, o que manda é a regularidade, ou seja, a média de pontos do jogador. Não perca tempo com jogadores que costumam manter média de pontos baixa, pois é um tiro no escuro. Seja volante ou meia ofensivo, escale sempre os eficientes.
Um volante regular é uma boa opção quando temos jogos mais pegados, pois os meias ofensivos costumam ser mais marcados nessa situação, e pouco rendem. O risco de escalar um volante é sempre pela possibilidade de cartão, mas arriscar faz parte do jogo, principalmente quando um jogador mostra credibilidade.
Em jogos onde um time tenha grande favoritismo, principalmente atuando em casa contra um time mais fraco, prefira os meias ofensivos, pois estes podem contribuir com assistências e até marcar gol. Fique atento aos falsos meias, jogadores que estão disponíveis para o setor de meio campo dentro do Cartola, mas que atuam como atacantes em seus times. Costumam ser uma boa pedida.

Atacante

Aqui estão as estrelas do certame. O grosso da pontuação do seu time costuma sair deste setor, pois o gol possui o scout mais generoso, valendo oito pontos. O bom momento é fator preponderante para a escolha do seu matador, pois tem muito medalhão que costuma brigar com as redes por um tempo. E quando a fase é ruim, a bola não entra, não adianta inventar.

Dê preferência aos jogadores em boa fase, que vêm marcando gols com maior frequência. Obviamente, aqueles que jogam em casa contra times mais fracos ou de menor expressão, possuem as maiores chances de marcar e pontuar.
Escalar atacantes em clássico é uma via de duas mãos. Uma porque são eles que geralmente decidem, porém por outro lado, dificilmente farão mais de um gol, correndo o risco de não marcar. A receita certa é atacante de time grande, que esteja em boa fase, e que vai atuar em casa contra time mais fraco. É bola na rede.

Técnico

Muitos não sabem, mas a pontuação do técnico é proveniente de uma média geral da pontuação dos jogadores do time que ele representa. Portanto, ao escolher o seu técnico, escolha o comandante do time que possua o maior favoritismo na rodada. Simples e prático.

Destrinchadas as posições, vamos a outras observações gerais importantes:

Esquema Tático

O Cartola nos oferece a possibilidade de montagem dos nossos times em diferentes configurações. A escolha do esquema tático deve variar de acordo com as opções do mercado a cada rodada, e cabe a você optar de que forma a sua equipe vai a campo.

Por exemplo, em uma rodada onde não temos boas opções para lateral, o ideal pode ser investir em um esquema apenas com zagueiros, como um 3-4-3 ou um 3-5-2.

O esquema mais utilizado costuma ser o clássico 4-3-3, mas sugerimos que você faça a escolha rodada a rodada. Obviamente, um esquema com três atacantes costuma ser melhor, pois privilegia o ataque, que é o setor que bomba em pontuação.

Média de Pontos

A média de pontos de um jogador é o seu índice de eficiência. Jogadores com as maiores médias de pontos são os que costumam obter boas pontuações com maior frequência, e são portanto mais confiáveis. Em qualquer setor do seu time, além das dicas passadas, sempre leve em consideração a média de pontos do jogador.

Invencionismo

Inventar não é uma boa pedida no Cartola. Se um jogador não é regular e não tem boa média de pontos, não adianta você achar que ele vai brilhar do nada. Se você sonhou, ou se está com um bom pressentimento sobre algum jogador pereba, a sua chance de quebrar a cara é alta. Confie na estatística, é uma ciência exata!

Aposte

Apostar é diferente de inventar. E apostar pode ser o seu diferencial. Fuja da escalação 100% manjada e coloque sempre uma pimenta no seu time. Como apostar significa arriscar, tem que ser feito com moderação. Sugerimos que você coloque um, no máximo dois jogadores que possam ser considerados apostas mais ousadas. No demais, escale unanimidades e outros favoritos.

Uma boa dose de confiança é sempre bem vinda. Junte-a com as dicas acima, escale com disciplina e olhos de lince. Não baixe a guarda, cair às vezes faz parte do jogo. O topo é lugar para poucos e pode ser seu. Mãos à obra!





Veja Também

Cartoleiros Pro podem criar a opção que tem chaves com quatro, oito, 16 ou 32 times

Cinco dúvidas a tirar sobre a liga mata- mata, novidade no Cartola FC

Cartoleiros Pro podem criar a opção que tem chaves com quatro, oito, 16 ou 32 times

Manual explicativo reúne dicas fundamentais para um usuário iniciante aprender desde o básico até comandos específicos utilizados no fantasy game do Brasileirão

Guia especial: entenda como jogar o Cartola FC com as novidades dessa nova temporada

Manual explicativo reúne dicas fundamentais para um usuário iniciante aprender desde o básico até comandos específicos utilizados no ...

Tire todas as suas dúvidas sobre pontuações, ligas, cartoleiro Pro no mais completo FAQ sobre o game Cartola FC

Dúvidas frequentes sobre o Cartola FC

Tire todas as suas dúvidas sobre pontuações, ligas, cartoleiro Pro no mais completo FAQ sobre o game Cartola FC

Aprenda a criar seu time, escalar, comprar e vender jogadores. Gerencie tudo pelo seu celular

Como jogar Cartola FC grátis pelo celular Android ou iPhone e no PC

Aprenda a criar seu time, escalar, comprar e vender jogadores. Gerencie tudo pelo seu celular